Como trabalha um mestre de cerimônias fúnebres?

06 DE JANEIRO DE 2021

As cerimônias fúnebres funcionam como rituais de despedida e podem ser importantes aliadas no processo do luto.

 

Segundo o mestre de cerimônias da Funerária São Gabriel, Vilian Lopes Matos, palavras de conforto e apoio são essenciais para superar um momento de perda.

 

“Sempre antes do funeral, falamos com os familiares mais próximos para saber como eram os entes queridos. A gente procura ter o máximo de informações para resgatar durante a homenagem, um momento feliz e especial, algo bom que este ente querido deixou. Queremos levar sempre boas lembranças e recordações para a família”, conta.

 

Ainda de acordo com Vilian, as cerimônias cobrem todos os tipos de crenças e religiões. “Buscamos saber se a família tem uma religião específica ou um líder religioso, para que a homenagem não venha a ferir ninguém. É importante entrar em um consenso e falar a mesma linguagem da família”, disse.

 

Mesmo em um momento tão delicado, para Vilian, é gratificante poder ajudar as pessoas e levar conforto e esperança diante de uma perda repentina. “Uma vez, no final da cerimônia, a esposa do falecido me abraçou e disse que sentiu como se o marido estivesse fazendo uma viagem, encerrando sua missão aqui e seguindo para um lugar melhor. Isso me emocionou, pois ela se sentiu melhor com minhas palavras. Saber que levo conforto e alento para famílias em momentos tão difíceis é sem dúvida, recompensador”, conta.